Lembro-me bem de quase não existirem iogurtes à venda. E também de quando não existiam danoninhos e passaram a existir.

“Faltou-te um bocadinho assim…!”… Na realidade parecia que nos faltava muito mais dado que as embalagens eram tão pequenas que tínhamos que comer dois ou três de uma só vez. Basicamente foi quase como se existissem iogurtes gregos para crianças, cheios de sabor e carregados de açucar… Mas anyway. A verdade é que a sua textura e sabor eram bastante apelativos nesta nova era de iogurtes.

Nesta minha jornada de alimentos “sem”, que confesso estar a ser uma aprendizagem e tanto, decidi tirar um curso de cozinha inclusiva, sob orientação da minha querida e cozinheira Carla Maia. Aqui fala-se de métodos e regras de uma alimentação sem glúten, ovos, lacticinios e soja.

Uma das aprendizagens mais interessantes que fiz foi sem dúvida descobrir o inhame e as suas propriedades.

Este pequeno tubérculo, para mim um verdadeiro desconhecido, para além de todos os benefícios que falarei mais adiante, é um excelente substituto nas receitas dos ovos e também do leite de vaca. Para além disso tudo, nas substituições sem glúten este tubérculo acrescenta humidade às massas que tendencialmente são mais secas tornando qualquer bolo ou pão mais húmido e fofinho. Isto promete… Ai promete! 🙂

Ainda ando em experimentações e a usar todas as dicas que carinhosamente recebo neste curso para conseguir chegar ao ponto “rebuçado” e logo,logo partilho com vocês as minhas aprendizagens. Mas no meio destas experimentações todas eis que encontro uma ideia que apliquei e que uma bébé simplesmente amou!

Porquê o inhame?

Produzido no Brasil e considerado um item básico da dieta na África Central, é constituido por vários minerais, carregados de vitaminas do complexo B, vitamina C e ainda uma excelente fonte de fibras. É excelente para a fertilidade dado que contém em si diogenina que no nosso organismo é convertida em DHEA, uma molécula utilizadapara a síntese de várias hormonas tais como a progesterona. Desta forma é util para tudo o que envolva o aparelho reprodutor, estando provado que aumenta a fertilidade.

É também um excelente apoio para a prevenção de anemia dado que é uma fonte de ferro e pelos os seus constituintes, o seu consumo ajuda no aporte de ferro e na sua fixação no organismo.

Ora vejamos:Tem cobre, que ajuda a aceder ao ferro armazenado, para que ele possa ser utilizado na síntese de novas hemácias; vitamina C, que ajuda na absorção de ferro; vitamina B6, fundamental para a produção de hemoglobina; e ácido fólico, que ajuda no processo de maturação das células sanguíneas.

Na fase de introdução alimentar dos babys, principalmente dos que são ainda amamentados, existe muito a preocupação com anemias, sendo por isso o consumo de carne vermelha recomendado. Como nós não comemos carne, tive que pesquisar sobre a melhor forma de introduzir ferro na alimentação da baby para que esta não ficasse prejudicada. Pelo desenvolvimento dela acho que não me preciso precocupar! 🙂

Surge assim uma versão de Danoninho de Inhame, bem rápida, fácil e muito saborosa. Apesar da ideia não ser originalmente minha tive que acrescentar alguns pequenos pormenores para tornar uma refeição ainda mais especial e dar-lhe o meu toque pessoal. Posso dizer que foi sem dúvida aprovado!

Dica: Esta é outra mousse extremamente versátil, como eu gosto. Tudo o que tenha sabores neutros dá depois para usarcom variadíssimos ingredientes sem nunca descurar do objectivo final ou da consistência pretendida. Aproveitem e usem a imaginação seja com frutas ou outras alternativas.

Faz a receita e partilha as tuas sugestões com #easytoliveblog. Segue o nosso Instagram ou Facebook e não percas pitada das novidades.

Podes sempre partilhar com amigos as tuas ideias favoritas e seres surpreendido ou surpreender um dia destes! Aproveitem a inspiração.

Easy to make, easy to eat!:)

Imprimir Receita
Danoninho de Inhame
Tempo Preparação 5 min
Tempo Cozedura 15-20 min
Doses
4 porções
Ingredientes
Tempo Preparação 5 min
Tempo Cozedura 15-20 min
Doses
4 porções
Ingredientes
Instruções de preparação
  1. Cozer o inhame, previamente demolhado pelo menos 8h sem casca e com uma colher de limão, durante 15 a 20 min para ficar macio.
  2. Triturar o inhame com os morangos e as framboesas, até obter uma mousse. Caso pretenda poderá colocar aqui os puffs de quinoa ou apenas no fim, como topping.
  3. Colocar em formas e levar ao frigorifico, pelo menos 2h.
  4. Servir com topping de quinoa puff e deliciar-se!